Monte Carlo em quatro capítulos
Por José Nilton Dalcim
20 de abril de 2017 às 19:06

Capítulo 1
Andy Murray deu mais um vexame como número 1 do mundo. Não há com certeza qualquer demérito de ser derrotado pelo especialista Albert Ramos, um bom canhoto sobre o saibro. A forma é que foi chocante. Depois de um set muito fácil, se perdeu. Aí alcançou uma vantagem absurdamente grande: 4/0 e saque. Conseguiu perder. Pior de tudo: o espanhol não fez nada de especial, além de lutar, jogar spin para cima e alimentar de erros os forehands do adversário.

Incomoda demais ver um líder do ranking com tênis tão débil. O segundo saque está sofrível. O forehand, que nunca foi uma Brastemp, caminhou tão para trás que ele passou a maior parte do tempo dando slices e deixadinhas com um golpe que deveria ser um gerador de winners. Murray não defende pontos em Mônaco – a semi de 2016 já foi retirada na semana passada -, mas irá para o vice em Madri, o título em Roma e a final em Paris com muitas interrogações. Ramos terá pela frente nas quartas Marin Cilic. Nada ruim.

Capítulo 2
Tudo ou nada. No dia que seus golpes estão afiados, Stan Wawrinka atropela qualquer um. Quando estão descalibrados, a derrota se torna quase natural. Se estiver ainda por cima diante de um oponente experiente e ousado, como o uruguaio Pablo Cuevas, não chega sequer a ser uma surpresa. Wawrinka continua jogando no lixo a oportunidade ímpar de se aproximar dos dois líderes do ranking.

O avanço do tricampeão do Brasil Open garante uma novidade para a final de domingo: não haverá um grande nome do saibro na disputa pelo título. Ele enfrenta o francês Lucas Pouille e quem ganhar terá Ramos ou Cilic. O croata, é bom lembrar, ganhou um Masters – em Cincinnati – e se tornou um daqueles poucos a quebrar a hegemonia do Big 4 nesse tipo de torneio.

Capítulo 3
Que desnível o duelo entre Rafa Nadal e Alexander Zverev. O garoto alemão havia feito dois grandes jogos na quadra dura diante do espanhol, mas no saibro foi uma piada. Seus golpes não machucaram, o saque não andou, nenhuma variação tática. Porém, há de se destacar que este Nadal de hoje lembrou o dos velhos tempos. Bolas longas e profundas, excelente jogo de pernas, rapidez e sua eterna e incomparável competência de escolher o golpe certo.

Será que Nadal se reencontrou no saibro? Bom, acho que essa resposta não será definitiva nas quartas de final desta sexta-feira diante de Diego Schwartzman, porém pode ser dada na eventual semi diante de Nole. Imperdível.

Capítulo 4
Talvez seja exagero dizer que Novak Djokovic tenha ficado perto da derrota, mas é de se pensar o que teria acontecido se Pablo Carreño houvesse aproveitado a fácil passada que teve no 15-40 do 4/4 do terceiro set. Seria injusto, na minha opinião. Porque o sérvio esteve com o comando do jogo o tempo inteiro, desperdiçando inúmeras oportunidades na partida. Carreño teve o mérito de correr muito e se defender nadalisticamente, enquanto Djoko criava muito mais em quadra.

A principal coisa a se louvar foi a atitude de Nole, radicalmente oposta ao que temos visto quando os jogos e placares ficam duros. Ao invés de mostrar frustração e raiva, Djoko brincou, sorriu, se divertiu. Ao contrário do que alguns pensam, isso não tirou dele a determinação de vencer, nem diminuiu seu espírito de luta tão conhecido. Fazia muito tempo que eu não via Djokovic jogando com prazer. Foi um alívio.

Nesta sexta-feira, a receita deve ser bem parecida: mesclar os golpes e tirar David Goffin da base. O belga adora alongar pontos e não tem maior peso de bola do que Carreño. Seu poder de contraataque não pode ser menosprezado. Dominic Thiem que o diga. O austríaco não sabe mesmo o que fazer.

Acho que estamos bem perto de assistir ao histórico 50º duelo entre Djokovic x Nadal.


Comentários
  1. O LÓGICO

    Infelizmente o Djokão perdeu, e o robozinho assassino do tênis arte tá todo alegrinho com isso kkkkkkk
    Mas lembrem-se robozetes kkkkkk, minhas profecias continuam incólumes kkkkkkkkkk Como falei na virada do ano, o Djokão desceria ladeira abaixo, e o robozinho satânico continuaria a sete palmos de terra kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Responder
  2. Anti anti=jogo

    Mesmo nessa fase pífia, Djokovic passaria por Robolito Kid…. Mas tinha um Goffin no caminho…
    Robolito Kid, Tony Joel Nadal Santana e Carlos Baba-Ovo Moya agradecem…

    O triste será assistir uma vez mais Robolito Kid se esparramar no chão após vitória na final, como se tivesse subido e descido o Everest duas vezes seguidas sem oxigênio e com uma perna só, mantendo seu marketing bem planejado e egocêntrico de que “tudo que conquisto é fruto de esforço sobre humano de outra galáxia”. Que porre.

    Responder
  3. Rafael Wüthrich

    E Djokovic pagou preço alto por seus altos e baixos. De positivo a atitude: primeiro torneio em muito tempo que não vejo ele esbravejando contra o box, gritando contra si mesmo e descarregando raiva nas raquetes. Presença de Vajda deve ter algo a ver com isso, além do sumiço do pseudo-Guru. Mas os ENF, a falta de consistência no saque (ganhar somente 17% dos pontos no 2º serviço é coisa de juvenil) e a enorme oscilação nas trocas de bolas e no nível de jogo são preocupantes. Djokovic fez um 1º set tenebroso até salvar uma quebra no 2º set, jogou o seu melhor até o 2º game do terceiro set, quando quebrou Goffin pela 2ª vez, e daí caiu de novo de produção, oscilando demais nos games de saque. Não sei o que reservará essa temporada de saibro.

    Olha, é porque Federer saltou muito à frente na corrida, mas desconfio que Nadal sai colado nele antes de RG. Os adversários estão terríveis. Wawrinka está perdendo oportunidade de ouro de chegar a Wimbledon com possibilidades de ser nº 1.

    Responder
  4. Fernando Filho

    É incrível como o Djokovic era o melhor jogador que o tênis já viu há um ano atrás, e hoje perde para Querrey, Istomin, Goffin… Desse jeito o único título que ele ganhará no ano é um ATP 250, o de Doha.

    Murray é muito fraco como número um, daqui a pouco perde a posição, enquanto Federer e Nadal vão dominar o tênis nessa temporada.

    Responder
    1. Rodrigo S. Cruz

      Errado!

      Era o melhor jogador de tênis QUE VOCÊ VIU!

      E como tudo que você vê acab sendo miragem, eu recomendo um oculista urgente…

      Responder
  5. José Eduardo Pessanha

    Bom, conforme comentamos ad nauseam, o Maratênis morreu. RIP Maratênis. RG é a última chance do Trio Prada Dura (de assistir) ganhar 1 GSzinho. O domínio dos demais GS ficará a cargo de FedEx e do Chefe do Morro. E FedEx, acorda, cara!!!! Não dá pra desperdiçar a chance de ganhar um Masters 1000. Tem que jogar todos. kkkk. Abs.

    Responder
    1. Fernando Filho

      O Djokovic até dá pra assistir, mas Nadal e Murray… Credo! Não consigo ver esses dois sem pegar no sono.
      O Federer teria boas chances nessa gira de saibro. Os adversários mais perigosos estão capengando.

      Responder
    2. Miguel Bsb

      Não acho que o maratênis acabou não…o Djokovic perdeu pra outro representante do estilo…David Goffin, conhecido por muitos aqui no blog como Marty Mcfly, kkkk, eu já me refiro a ele como o Hobbit, deve ser parente distante do Frodo…rs, que, na verdade, é um Simon melhorado, capaz de ficar trocando bola sem definição por dois dias seguidos…Estilo de jogo com muito pouco atrativos.
      Pena o Cuevas perder, estava torcendo pro Uruguayo.
      O torneio caiu no colo do Nadal, acho que vai defender sem grandes problemas.
      E o Federer? perdendo a oportunidade de somar mais um Master, inédito pra ele por sinal, e entrar definitivamente na briga pelo numero um apos Wimbledon.

      Responder
  6. Antonildo S Costa

    Boa tarde Dalcim e galera do melhor blog de tenis do país.
    Não ta facil pro servio esse primeiro terço de temporada, com exceção do atp de doha, o rapaz não consegue mais chegar se quer a uma semi, com esse andar da carruagem, veremos Federer e Nadal como lideres do ranking, até mesmo se Roger abdicar de toda temporada de saibro. O que vc acha mestre, a possilidade existe ou seria loucura pensar dessa forma?

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Antes de Wimbledon, muito difícil acontecer qualquer mudança na ponta do ranking. Mas certamente deixará todo mundo animado.

      Responder
      1. Luiz Fabriciano

        Brack, você que é um bom analista, me explique como se eu tivesse 5 anos de idade: por que essa comparação entre Djokovic e Berdych de uns dias para cá, uma vez que o sérvio tem uma carreta de títulos e o tcheco tem, digamos, um carrinho de mão. E um é freguesaço do outro, please?
        E um grande abraço.

        Responder
  7. Frederico Shnack

    Acredito no Nadal na final, com o tropeço do sérvio o caminho ficou muito aberto ao espanhol. Goffin não oferecerá muita resitência ao canhoto espanhol….. nem quero dizer nada sobre o jogo contra o Schwatrzman, o que seria uma tremenda ecatombe, Bellucci que o diga. Sei não….acho que a possibilidade do décimo(ou décimo primeiro) em Monte Carlo deve estar deixando o tal Lógico numa tremedeira danada.

    Responder
      1. Frederico Schnack

        Pois é Alice. Acho que pra Rolanga o estoque vai amentar, porque o Touro dificilmente afrouxará nas primeiras rodadas. Até o possível encontro com Federer, se este jogar. Mas depois desses últimos jogos, entre os dois multi-campeões, repensarei no que quase sempre digo, “tomara que a final seja contra Federer”. Acho que quando Federer está no páreo de um grande torneio, hoje em dia, deve ser o cara que mais deixa Nadal encucado.

        Responder
      2. O LÓGICO

        Não falei que a NADALice iria aparecer kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
        Prece? kkkkkkkk Pro defunto do circuito kkkkkkkkkkkkkkkk
        Ano passado ele ganhou esse mesmo torneio – e da mesma forma, sem adversário algum. Mera sorte kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk e parou por aí. Esse ano, se ele ganhar, acontecerá a mesma coisa, pois como
        profetizei kkkkkkk, o mundo do tênis tá livre do 666 do tênis kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

        Esse torneio deveria sumir do mapa, parece mais tênis jogado em cama de elástico: dá tempo o robozinho rodar o mundo antes de bater na bolinha após ter quicado. Aí ele fica todo faceiro kkkkkkk a fantasia volta e ele acha que tá arrasando, quando, na verdade, tá praticando o mesmo tênis de LATRINA que sempre praticou kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
        18 slaninhos não é pra qualquer um não kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

        Responder
  8. Márcio Souza

    Caros colegas de Blog Djokovistas, Djokozetes, Djokofanfarrões e lunáticos pelo Cotonete, ouçam uma coisa:

    O COTONETE JA ERA!!!
    O COTONETE AGORA SÓ VAI LEVAR ENTUBADA!!!
    O COTONETE AGORA É UM TENISTA COMUM!!!

    CHUPA QUE É DE UVA!!!! KKKKKKKK

    A maré virou ne?
    Foram bons os anos de 2015 e começo de 2016 ne?
    Agora segura a onda galera e sem chororô kkkkk

    Perder pra David Goffin (Martin McFly kkkk) vencendo o terceiro set por 4 a 2?…isso era algo impensável pra vocês ne?

    Pois esta ai:

    ACABOU O HOMEM!!!
    Só vai ganhar ATP 250 e alguns joguinhos na Davis e olha lá kkkkkkkkk

    Tem certeza que esse é o cara que iria pegar o Federer e vence lo?…jogando desse jeito, passando sufoco com Carreno Busta e levando FERRO do Goffin (QUEM?) kkkkkkkkkk

    Todos os mais antigos aqui do Blog sabem que eu não gosto do sérvio NOTA DE 3 REAIS e que a cada derrota eu tiro sarro mesmo…não é nada pessoal, mas só estou fazendo a minha parte de devolver a gozação e a zueira de uma época em que o COTONETE ganhava tudo e alguns aqui ja tinham decretado a aposentaria do GOAT.

    Nada como um dia após o outro ne galera? Kkk

    Cade aquela LOLA XAROPE que só falava borracha?
    Cade aquele Zé Mané e sem noção do CHETNIK?
    Cade aquele Rafael que tinha a foto do Cotonete no perfil e trocou pela do Alexandre Frota?
    Cade o Róbson? Kkkkkkkkkkl
    Cade aqueles bando de Zé Ruela e torcidinha de fusquinha que ficava falando AJDE DJOKOVIC? Kkkkkkkkkkkkkkkk

    Agora aguentem galera porque a zueira não tem fim!!! Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Perder pro Martin McFly foi a cereja do bolo pra comemorarmos esse feriado e fim de semana prolongado kkkkkkkkkkkk

    CHUPA QUE É DE UVA GALERA KKKKKKKKKN

    Responder
      1. Márcio Souza

        Kkkkkkkkkkk

        É isso ai Fernando agora é chegada a hora de dar risada, chega do domínio do Cotonete.

        O maratenis definitivamente tinha prazo de validade, o que esta acontecendo agora é que simplesmente a conta chegou.

        E com juros e correção monetária kkkkkkk

        Abraço.

        Responder
    1. Alice

      Vishi, Márcio. Tu tá muito sentido com as derrotas que o Federer sofreu pró Djokovic. Mas se você torcer pro Nadal vencer Monte Carlo, não vou reclamar não, hein… :P

      Responder
      1. Márcio Souza

        Tem razão Alice, estarei na torcida pelo Nadal.

        Até que pelo fato do Siri Careca estar penando esse ano e por enquanto não ganhou nada ainda (até pro Querrey que entubou o Djokovic em Wimbledon ele perdeu o caneco de Acapulco).

        Mas não tem preço ver a cara de cachorro que caiu da mudança do Djokovic quando ele perde um jogo, isso com certeza não tem.

        Eu racho de rir mesmo kkkkkkk

        Abraço

        Responder
  9. Márcio Souza

    Hahahahaha!!!

    Cade o comedor de fígado?
    Cade o cara que iria quebrar todos os recordes do Federer?
    Cade o homem gelo?
    Cade a melhor devolução do circuito?
    Cade o macho Alfa? (dito por alguns aqui)
    Cade aquela máquina de jogar tênis?

    Hahahahahahahahahahahaha!!!

    Levou uma entubaba do Martin McFly hoje kkkk

    Rindo até o próximo Masters kkkkkkkkkk

    Responder
  10. Márcio Souza

    Vou comentar sobre o jogo do Djokovic kkkkkkkkk

    Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Ops acho que meu teclado quebrou de novo na letra K…é só eu digitar Djokovic Kkkkkkkkkkkkkk que ele emperra kkkkkkkkk

    Rindo até o proximo Masters kkkkkkkkkkk

    Responder
  11. Alice

    E não é que todos os “favoritos” perderam, quer dizer, só falta o super-favorito perder né? Mas, convenhamos que ‘os deuses do tênis’ não podem deixar isso acontecer. Se Rafa perder para o argentino, depois de vencer os dois jogos que fez em quadra rápida, ficará difícil de entender…

    Eu imagino o quanto deve ser doloroso para o Djokovic, não só as derrotas. Mas a questão de as pessoas não torcerem muito pra ele, justo ele que quer e pede pra que o público torça…Hoje ele saiu e o público praticamente nem aplaudiu, eu ficaria totalmente frustrada, tendo conquistado tudo que ele já conquistou!

    Responder
  12. Frederico Shnack

    E não que dá uma zebrinha…. Djoker eliminado por Goffin….. esse que participa dessa geração degenerada junto com Japa e companhia. Méritos ao belga, mas Djoker não parece se mais o mesmo do ínicio de 2016…. que o sérvio volte mais forte para os seguintes torneios.

    Responder
  13. Nando

    Esse 3° set foi o melhor 3° set dos masters no ano….mto bom mesmo.
    Eu achei q a vaca tinha ido pro brejo em relaçao a Goffin após sofrer a quebra no início…mas aí o McFly ( plagiando o Pessanha) partiu pro ataque e voltou ao nível apresentado no 1° set e buscou a virada. Mas quase q não consegue devido a valentia do sérvio e a uns erros fáceis por afobação.

    Assim Murray agradece rsrs…e depois perguntam pq o sérvio sempre tem a minoria de torcida nos torneios, ele não ajuda em nada tendo essas atitudes grosseiras em quadra né.

    Responder
  14. Alice

    A vovozinha (torcedora do Roger Federer) na arquibancada vibrando no match point a favor do Goffin, representou muito bem o Marquinhos e o Lógico, hein!

    :P

    Responder
        1. O LÓGICO

          NADALice kkkk você só se esquece que sou fã do djokão kkkkkk por ter praticado zoofilia com o tourinho, hoje o franguinho do circuito kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Portanto, lamento a saída daquele que foi o verdadeiro herói do tênis atual por detonar o corredor de maratona travestido de tenista, e no seu auge
          kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

          Responder
  15. Fernando Brack

    Quando o outrora comedor de fígado não consegue pressionar nem o Marty McFly é porque a coisa tá
    muito feia pro Djokão. A bola não tá andando como de costume, além de estar pouco contundente nos
    ângulos e na proximidade das linhas. Não sobe à rede de jeito nenhum. Deixadas ridiculamente fracas.
    Só tá fazendo bater, bater e bater, e aí quando pega um cara muito regular a vaca vai pro brejo.
    Goffin, que não tem uma bola definidora, fez a proeza de ter sido mais agressivo que ele.
    Uma ducha de água fria essa derrota, pois tinha quebra no 3ª e não capitalizou. Nem ao TB foi.

    Responder
  16. Nando

    Esse Narck Rodrigues deveria ser mais imparcial hein, torcendo na cara dura pro sérvio…deveria ter a opção de só ouvirmos a narração.

    Responder
    1. evaldo moreira

      Boa tarde, Nando

      Ontem no jogo do Nadal, a mesma coisa, o cara é escroto mesmo, deveria sim ser, hiper parcial, só faltou saltar da cadeira e para no staf do Nadal ontem, pelo amor de Deus, para mim, bastaria somente a narração.

      Responder
  17. Ramon

    Não por esse set, mas sempre acompanhei Goffin. Ele sempre pelas beiradas e sem o os holofotes que o Thiem tem, de pouquinho em pouquinho ta entrando no grupo dos tops.
    Vejo ele com um excelente jogo tanto no cimento como para o saibro.
    É uma mistura de um Simon, melhorado, com um Ferrer brigador.

    Responder
  18. JOTA

    Bom dia Dalcim.
    Há alguns anos conheci seu blog através da página de esportes do uol e desde então sempre o acompanhei geralmente entrando pelo link que consta lá.
    Mas já faz algum tempo que seu blog não está na lista de blogs deles, e sempre tive curiosidade de saber o motivo, pois você continua comentando o tempo real pelo uol. Se não houver limitação contratual você poderia comentar?
    Parabéns pelo trabalho

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Para melhor andamento do Blog, eu o retirei do servidor UOL e coloquei em um servidor independente. Dai o motivo de o UOL não chamá-lo mais nas suas páginas. Obrigado pelas palavras. Abs!

      Responder
  19. Sônia

    Lucas Pouille, tremendo fair play, excelente tenista e para completar o pacote… lindo demais. Uau uau uau, Lucas Pouille voce é sensacional. Beijos.

    Responder
  20. Luiz Fernando

    Definida primeira semi, entre Vinolas e Pouille. O espanhol e bom jogador, consistente nas trocas de bolas, tem um bom BH, mas falta potência aos seus golpes. Parece um Nishioka com bolas q andam um pouco mais. Ja o francês e bem mais completo e agressivo, sua bola anda muito mais, varia o jg bem mais e por isso o vejo como favorito. Os outros dois jogos não vou conseguir ver, mas toda a torcida com Rafa e, sem falsidade, Goffin kkkk.

    Responder
  21. Marcos RJ

    Pois é… Djoker finalmente jogando solto e relaxado.
    Será coincidência que está jogando em casa?
    Não acredito em coincidências e isso parece sintomático.
    A conferir.

    Responder
  22. Eduardo

    Dalcim, vendo o desempenho do Murray depois que virou número 1, sinceramente acho meio forçado esse tal Big 4. Na minha opinião Murray não se compara a Nadal, Djokovic e Federer, estando um degrau abaixo. Esses 03 em algum (ou alguns..) momento dominaram amplamente o circuito, diferentemente de Murray. Além disso, me parece q não há lá muito equilíbrio nos confrontos de Murray contra qualquer um dos 03, ao contrário do que ocorre entre eles.

    Responder
    1. Sérgio Ribeiro

      E não e’que Gofin não era bobo mesmo no Barro.E mesmo com todo o “Mental” do Maior e Melhor N2 de Todos os Tempos,o “De volta para o Futuro”,vira TOP10.kkkkkkkk Abs!

      Responder
  23. Pedro

    Dalcim, não tinha visto o Zverev jogar no saibro ainda. Se joga sempre como jogou ontem, vai ter que evoluir muito neste piso. Suas bolas não tinham peso algum. É engraçado como muda muito o jogo entre uma superfície e outra. Para ser número 1 do mundo, realmente o tenista tem que jogar demais e em praticamente todos os pisos. Quanto ao Murray, minha opinião é que seu segundo saque sempre foi ruim, talvez esteja um pouco pior, mas não dá para dizer que o escocês não é bom. Todo o big four tem aproveitamento de quase 80% (vitórias) em suas partidas, o que é bem superior ao resto dos tenistas. Hoje, eu apostaria no Nadal contra Djokovic, pois acho que Nole ainda não tem mostrado o tênis que o consagrou.

    Responder
  24. Chetnik

    Djokovic é muito preciosista. Era o segundo melhor passador do circuito – ficava só atrás do Nadal. Dae ele inventou de mandar lob de tudo quanto é jeito…

    Não que ele não saiba dar um lob, mas ele não é um Murray nesse aspecto, e perde um monte de ponto bobo tentando dar lob quando a passada seria muito mais fácil. Hoje ele perdeu um ponto importantíssimo com essa palhaçada.

    Responder
  25. Márcia de Oliveira

    Adoraria ter a certeza que o Djokovic está voltando, mas a sua inconsistência … Não me dá tranquilidade para isso. O Nadal tem melhorado muito…Então??? Enfim, nem se chegou lá ainda. Torcendo para o ‘antigo’ Djokovic!!

    Responder
  26. Chetnik

    Murray é o pior número 1 da história. Não digo em termos de qualidade, claro, mas em termos de resultado…esse ano foi só vexame.

    PS: Se bem que ele ganhou um Finals já como número 1…

    Responder
      1. Alice

        Iria comentar isso. Tá pedindo pra perder mesmo, mas como estão numa maré de sorte esses dois. Espero que isso custe um pouco + caro do que está custando atualmente, esperarei por uma inflação no resto dá temporada…kkk

        Responder
  27. Luis

    Dalcim mudando de assunto rs,tava assistindo jogo emocionante do United na liga europa( sou fã do United) incrível como tem umas pessoas com estrela o ex técnico e lenda do United tava vendo no old Trafford a câmera pegou algumas vezes na partida em uma dessas saiu o gol da vitoria do United na prorrogação rs,Ferguson que foi convidado pra achar talentos britânicos no tênis rs,sobre o Masters Monte Carlo pintando um Djokovic x Nadal Lógico kkkk,Dalcim a ultima vitoria do Nadal contra Djokovic foi aquela final US open?

    Responder
  28. Alice

    UAL, Dalcim. Eu sempre leio primeiro seu post, depois os comentários, hoje pela primeira vez, fiz o contrário, escolhi mal, hein? Que post maravilhoso, vou reler ele muitas vezes… HAHA

    Parabéns, Dalcim. Parece até que fizemos muitos jogos e hoje você me surpreendeu na tática…kkk

    Responder
  29. Alice

    Hoje foi uma festa de tombos, hein? Até o número #1…Depois dessa, eu até viajei um pouco, pensando; “Se Djoko e Murray não recuperarem o ritmo, talvez teremos um novo número 1 no final do ano, quer dizer, um velho número 1, Roger Federer. Mesmo este, não disputando os masters no saibro, acho possível”. Não assisti ao jogo do Nole, mas se for o que li, que continue jogando solto e faca um embate com Nadal na semi, pois será muito interessante, não é mesmo Lógico?
    Assisti ao jogo do Nadal, o que recomendo ao LF fazer também… :P
    Agora, até ontem o jovem Zverev podia ganhar do ‘Nadal’, depois da surra que o Rei do saibro aplicou no menino, todo mundo mudou o discurso, agora é: Ah, mas é o saibro, é diferente, ele esta jogando contra o ‘Rei’, maior jogador de saibro dá história, faça meu favor hein. Enquanto isso no aniversário do alemão, Nadal que ganha o presente… rsrs
    Acho que depois de hoje, o Rafinha tombou alguns aqui…#Ado.oro

    Responder
  30. Bruno Macedo

    O Nadal é sensacional mesmo. Pela lista do Dalcim (em resposta a uma pergunta) o Nadal não é o melhor em nenhum fundamento. Mas mesmo assim não podemos negar o grande jogador que ele é, um dos maiores.

    Nadal não é meu favorito, mas não posso negar que ele sabe das coisas!

    Dia desses vi uma pessoa perguntando ao Dalcim o q havia ocorrido de errado com o Dimitrov e a Bouchard. Ta ai uma possível resposta: faltou serem mais parecidos com o Nadal. O foco, a disciplina e a vontade, muitas vezes substituem o super talento.
    Nadal é um atleta que me inspira.

    Responder
  31. Augusto Montenegro

    Dalcim, seria um exagero meu dizer que Guga tinha uma paralela impressionante a ponto de ger sido o melhor nesse quesito ? Na sua opinião quais eram os pontos mais fortes de Guga ? E quem deu as paralelas mais bonitas ? Abraço.

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Tinha uma paralela espetacular. Talvez só comparável ao que o Stan faz hoje. Guga sacava bem, tinha os dois lados do fundo muito fortes e sabia variar bem com suas deixadas. Mentalmente era uma fortaleza.

      Responder
  32. Mauricio Luis *

    Quando a Kim Klijsters ganhou o US Open, deixou o mundo do tênis boquiaberto. Agora a Serena ganha o Australian Open grávida e sem perder sets. Não sabia que era possível jogar nessa condição em alto nível. Tô pasmo. Já deve ter acontecido de outras tenistas jogarem em gestação, mas ganhar um Slam?? Dessa vez ela estourou a boca do balão.
    Esse troféu dela devia ser em forma de chupeta.

    Responder
  33. Antonio gabriel

    Mestre Dalcim, a pergunta de 1 milhão de dólares, Serena volta de pois da gravidez? ???
    Meu Parabéns para a Rainha e que seja muito feliz nessa nova fase.

    Responder
      1. Pieter

        Também penso o mesmo. Não a vejo mais tão motivada assim. E depois do nascimento do filho, casamento e uma nova vida, já aos 36 anos, parece-me improvável voltar a jogar tênis.

        Responder
  34. Antonio gabriel

    Continuo aqui de camarote esperando o classico dos dois tenistas mais competitivos de todos os tempos, sendo que nos ultimos dois anos, caso ocorra o embate, será o jogo em que acredito que Nadal esteja mais próximo de derrotar Djoko. Amanhã saberemos…

    Responder
  35. Sônia

    Realmente Dalcim, hoje gostei do jogo do sérvio. Leve, solto, dando risadas gostosas, boas jogadas, enfim, quando se há prazer, fica tudo muito melhor. Aquele sérvio “carregado” felizmente hoje não entrou em quadra. Agora será hilário a partida do totoquinho argentino contra o espanhol bombado. Se o argentino não pegar a bolinha na subida, haja chapéu rsrsrs. Ganchão vs totoquinho rsrsrsrs. Torcendo para mais um Dodal. Beijos.

    Responder
    1. Augusto Montenegro

      ” Fazia muito tempo que eu não via Djokovic jogando com prazer. Foi um alívio. ”

      Dalcim, não poderia concordar mais. Foi justamente o que achei também. Aliás, todos achamos. Ele teve mais winners e tudo.

      Se tem uma coisa que eu invejo em Federer como torcedor do sérvio é o smash dele. Nossa como Djokovic é medíocre nesse fundamento. Quando a bola sobe, o meu coração fica pequeninho, entrego logo aos deuses do tênis. Kkkk. Quando assisto a um jogo do suíço essa jogada é caixão.
      KkkkKkk

      Responder
  36. Rodrigo S. Cruz

    O Dalcim tem razão. E eu também reparei isso, no jogo de hoje.

    O sérvio lembrou o Djoko de tempos atrás, que brincava e se divertia em quadra, independente do placar.

    Muito melhor de se assistir do que a carranca, apelona e intolerante que se travestira daqueles tempos pra cá.

    O Novak de hoje deveria ser o Novak de sempre…

    Teria a minha simpatia.

    Responder
  37. Eduardo

    Boa noite Dalcim !

    Com estes resultados prévios me parece que o Andy Murray irá deixar o posto de nr 1 em breve. A partir de agora ele passa a defender muitos pontos ! Nao sei mas me parece que vamos voltar um pouco no tempo e ter Federer e Nadal como 1 e 2 do mundo ! Não sei a ordem, a não ser que Novak retorne, mas eu acho que ele está oscilando muito !! Qual sua opinião ?? Abs

    Responder
  38. Willy Nelson

    Caro Dalcim,
    Acompanho faz mto tempo seu blog e só tenho de parabenizar a forma e coerência que escreve. Sempre procuro para uma boa análise depois de uma rodada de tênis e eh aqui que sempre encontro.
    Não sei se já perguntaram pra vc, mas gostaria de saber sua opinião sobre qual tenista tem o melhor fundamento, considerando apenas os tenistas em atividade:
    Saque
    Devolução
    Voleio
    Smash
    Forehand
    Backhand
    Contra ataque
    Mental
    Físico
    Técnica

    Abs e parabéns pelo blog!

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Puxa, não gosto muito dessas listas, porque invariavelmente cometemos alguma injustiça. Mas vou tentar sem pensar muito.
      Saque – Federer
      Devolução – Djokovic
      Voleio – Brown
      Smash – Não há um tenista, é um golpe em que quase todos fazem bem feito.
      Forehand – Del Potro
      Backhand – Wawrinka e Djokovic
      Contraataque – Murray
      Mental – Djokovic
      Físico – Não há um tenista em particular, os tops têm preparo excepcional
      Técnica – Federer

      Responder
      1. Augusto Montenegro

        Não sou um grande conhecedor de tênis como Dalcim e vários colegas, porém gostaria de fazer a minha classificação só com TOPS que já ganharam GrandSlam:

        Saque – Federer.
        Devolução – Djokovic e Murray.
        Voleio – Federer .
        Smash – Federer.
        Forehand – Del Potro.
        Backhand – Djokovic ( 2 mãos) e Wawrinka ( 1 mão) .
        Contra ataque – Nadal das antigas.
        Mental – Djokovic e Nadal das antigas.
        Físico – Nadal das antigas e Djokovic.
        Técnica – Federer.

        * Das antigas Nadal também tinha um grande forehand.

        Responder
      2. Antonio Nunes

        Saque – Karlovic
        Devolução – Djokovic
        Voleio – M. Zverev
        Smash – Federer
        Forehand – Federer
        Backhand- Wawrinka
        Contra ataque – Murray
        Mental – Nadal
        Físico – Os tops que passaram dos 28 e estão com no máximo 32, tem uns 10 nessa faixa, com físico top, mas um só é difícil dizer
        Técnica – Federer

        Responder
    2. Alice

      Depende se a avaliação é dos últimos quinze anos, ou só no período atual. Mas, eu vou me intrometer e postar a minha (últimos 15 anos):
      Saque – Federer
      Devolução – Djokovic
      Voleio – Federer
      Smash – Nadal
      Forehand – Nadal (era + eficiente) + o do Del Potro talvez seja melhor, tenho dúvidas…
      Backhand – Djokovic (+ eficiente) + melhor mesmo é o do Wawrinka…
      Contra-ataque – Murray
      Mental – Nadal
      Físico – Nadal
      Técnica – Federer

      Pra você ver, além de ser injusto, depende da variável a qual se avalia, pois poderia colocar até o Federer como tendo o melhor físico, perante ao que está jogando aos 35 anos (longevidade). :)

      Responder
  39. Gilberto Souza

    Boa noite Dalcim!
    Mais uma vez mandou muito bem no post.
    E não é que Stan se foi Dalcim, justamente o que vc mais apostava… Tênis é um jogo fora do comum mesmo.
    Você no seu vasto entendimento acha o Murray digno de estar no big 4?
    Pra mim nunca foi…
    Abraço

    Responder
    1. Alice

      Eita, gente. Murray ganhou Grand Slans, inúmeros masters 1000, muitos títulos (em todas as superfícies) e ainda alcançou o topo do ranking mundial (#1), jogando contra Federer, Nadal e Djokovic…O que quer mais ? Acho que esse pensamento de deve muito ao fato de ele ter poucos GS, só pode. Pois em qualidades técnicas, golpes variados não fica atrás não….

      Responder
    2. Antonio Nunes

      Rapaz…ele está no top 4 desde 2008 (exceção ao ano de 2014), se ele não merece estar no Big 4 eu não sei quem mereceria.
      E aliás, só se fala Big 4 pela distância dos 4 tenistas pra o resto do circuito, na da distância entre Federer e Djokovic, Djokovic e Nadal, etc.
      O tenista que chegou mais perto dessa estabilidade ao meu ver foi Ferrer, e q foi só de 3 anos no top 5, mas se terminasse o ano no top 10 ninguém diria que a temporada foi ruim, diferente de Murray, que se terminar o ano em quinto vão considerar uma temporada trágica.

      Responder
  40. Thiago

    Fala Dalcim, comento sempre aqui e sou um grande fã, e por isso venho aqui pedir pra vc e seus eleitores ver meu primeiro vídeo no YouTube sobre o esporte

    Pessoal depois vejam o vídeo que fiz falando do esporte,,, primeiro vídeo viu gente, então peguem leve kkkkk https://youtu.be/Twh9jGgtF4U

    Tentando ir melhorando aos poucos e sempre me espelhando em você.

    Abraços a todos.

    Responder
  41. Ronildo

    Dioguito está jogando muito, deu um pneu no oponente no segundo set. Isso significa no mínimo muito gás que sua juventude proporciona.

    Responder
  42. Paulo F.

    Detesto parecer bajulador mas que baita crônica mais uma vez, Dalcim!
    Vem na hora certa esse possível retorno do velho Nole – RG – estou na expectativa dele fazer o notável feito de ter pelo menos 02 conquistas de cada Slam.

    Responder
  43. O LÓGICO

    Oh LORD kkkkkkk permita o encontro do Djokão, comedor de siri, kkkkkkk, com o robozinho das trevas, satanás do submundo do tênis kkkkkkkkkkk. Quero pedaço do robozinho batendo em quixadá kkkkkkkkkk Se isso não ocorrer, o que seria um deleite para os amantes do tênis ver o representante do tênis lengalenga kkkkkkk ser massacrado mais uma vez, eu vou pensar seriamente em me tornar um ateu, graças a Deus kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    O LFrívolo já voltou a se enrabichar kkkkk pelo Rafa kkkkk novamente, e daqui a pouco a NadALICE e o MC das farmácias vão aparecer para transformar o blog do Guru num palco de promessas pro robozito ganhar kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Responder
      1. Alice

        Concordo com Dalcim, exatamente o oposto. Até porque Djokovic ainda pode vencer qualquer um, a hora que quiser, contrário do Nadal ( não tem + jogo pra isso). Contando que Novak vem dando um banho no Rafa, e já achou uma forma de ganhar do Rei no saibro….

        Responder
  44. Luiz Fabriciano

    Mestre, duas coisa: Murray não defende nada em Monte Carlo? E a semi do ano passado?
    Outra coisa, lembra-se que discordei de ti quando questionei se já colocaste o britânico no grupo dos grandes saibristas? Não é um sinal?
    Grande abraço.

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Sim, mas os pontos já foram retirados do ranking, Luiz. O calendário está uma semana atrasado. Acho que ele fez excepcionais campanhas no saibro no ano passado, por isso tem sim de estar entre os favoritos.

      Responder
  45. Felipe Velasquez

    Boa noite Dalcim! Sempre preciso nos seus artigos!! Uma pergunta: numa eventual semi entre Nadal x Djokovic quem levará algum favoritismo? Nadal (pelo bom começo de temporada)? Ou Djokovic (a sequência de vitórias, no duelo entre os dois, irá pesar)? Abraços

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Acho que depende um pouco do que os dois fizerem nas quartas. Minha impressão é que seria um dos duelos mais equilibrados dos últimos tempos entre eles. Acho que, se Nadal apostar na conduta muito defensiva, terá problemas.

      Responder
Deixe uma resposta para Rodrigo S. Cruz Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Comentário

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>